Prefeitura Municipal de Nova Odessa
Estado de São Paulo
Conteudo do Site da Prefeitura Municipal de Nova Odessa


Em reunião com moradores, Prefeitura de Nova Odessa e Coden detalham ações no ‘pós-Anhanguera’

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022
 
Em uma reunião realizada em dezembro, a Secretaria de Obras e Planejamento da Prefeitura de Nova Odessa detalhou aos moradores dos bairros de chácaras da região da Represa do Salto Grande, mais conhecida como “pós-Anhanguera”, o Plano de Melhorias Viárias proposto para a região, em especial os principais acessos, que há mais de 10 anos não recebiam manutenção. Também estiveram presentes a vereadora Marcia Rebeschini, o secretário-adjunto de Obras, Renan Cogo, e o diretor técnico da Coden Ambiental, Rean Gustavo Sobrinho – ambos engenheiros.

Entre os meses de outubro e novembro, a Prefeitura promoveu ações de recuperação e melhorias, principalmente num trecho de cerca de 300 metros da estrada conhecida como “Avenida dos Brilhantes”, ao longo das Chácaras Acapulco, bastante prejudicado pelas chuvas intensas do período. As intervenções promoveram a elevação do nível do solo da estrada com o espalhamento de material sólido – o chamado “cascalhamento” –, bem como na abertura de valas para o escoamento das águas.

“O trabalho realizado consistiu na manutenção de vias rurais, ampliação e renovação das estruturas de uso comum. Foi aplicada massa asfáltica na Rua Camanducaia, que é a ligação das Chácaras Recreio Represa, Acapulco e Las Palmas, com aproximadamente um quilômetro. No restante, foram regularizados cerca de dois quilômetros de vias, com remodelamento de leito, raspagem e aplicação de (pedra) bica corrida”, explicou a secretária Miriam Lara Netto.

Na reunião de prestação de contas do último dia 06/12 (realizada na área comunitária da Associação dos Moradores das Chácaras de Recreio da Represa, Las Palmas e Acapulco), os técnicos da pasta também explicaram aos presentes temas como o processo de licitação para instalação de sistema de distribuição de água tratada para os bairros, que tem licitação já em curso por parte da Coden Ambiental.

O representante da concessionária também atualizou o andamento das obras da ETA (Estação de Tratamento de Água) do pós-Anhanguera, que tem previsão de entrega para este ano, e falou dos planos para a construção de um reservatório de água tratada com volume total de 700 metros cúbicos. A construção de uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) também deve ser “entrar em estudos” por parte da Coden.

Representante da Associação, o morador Jorge Guilherme Seyfart Junior questionou os técnicos da Prefeitura sobre questões como a ilegalidade das subdivisões das chácaras na região, a possibilidade de asfaltamento de vias e sobre o cronograma de serviços de manutenção e zeladoria dos bairros em geral.

Miriam explicou aos presentes, entre os demais temas, que a questão da subdivisão ilegal de chácaras está sendo tratada pela Prefeitura (que já notificou alguns proprietários) e pode gerar multas, embargos e até mesmo denúncias criminais ao Ministério Público Estadual, através da Promotoria de Justiça da Comarca. “Não há amparo legal para tal subdivisão”, resumiu a arquiteta.

Também ficou combinado que as manutenções nas vias dos loteamentos serão efetuadas a cada 90 dias no máximo. “Se houver alguma emergência ou necessidade reprogramaremos para atendimento”, finalizou a secretária. A prioridade, neste caso, é agora a Rua Rio Camanducaia, que faz a ligação com Americana.